sábado, 30 de outubro de 2010

Gauss o menino prodigio

Certo dia, um professor lançou um desafio para seus alunos, os quais estavam inquietos e resistentes à aula de matemática sobre aritmética.Então solicitou para que seu a alunos somassem todos os números de 1 até 100 .Com isso, contava com algum tempo de paz e tranquilidade enquanto seus pupilos se punham a calcular.De repente depois de alguns segundos um aluno levanta e diz :"professor o resultado é 5050".
Com apenas dez anos em pleno ano de 1787 ,Carl Friedrich GAUSS desponta a sua genialidade para a matemática.Iniciou seus estudos na Alemanha.De família humilde,Aos doze anos Gauss já olhava com desconfiança para os fundamentos da geometria euclidiana; aos dezesseis já tinha tido seu primeiro vislumbre de uma geometria diferente da de Euclides. Um ano mais tarde, começou uma busca crítica das provas, na teoria dos números, que tinham sido aceitas por seus predecessores e tomou a decisão de preencher os vazios e completar o que tinha sido feito pela metade. Aritmética, o campo de seus primeiros triunfos, tornou-se seu estudo favorito e o campo de sua obra prima. Para que a prova fosse absolutamente certa, Gauss acrescentou uma fecunda e engenhosa matemática que nunca foi superada.Tinha inventado (aos dezoito anos) o método dos mínimos quadrados,que hoje é indispensável em pesquisas geodésicas, e em todos os trabalhos em que o "mais provável" valor,de alguma coisa que é medida, é deduzido após um grande número de medidas. Gauss dividiu o mérito com Legendre, que publicou o método independentemente em 1806. Este trabalho foi o começo do interesse de Gauss na teoria dos erros de observação. A lei de Gauss da distribuição normal de erros e sua curva em formato de sino, que a acompanha, é hoje familiar para todos que trabalham com estatística.No começo do ano seguinte surgiram os sintomas de gota.
Inteiramente consciente, praticamente até ao fim, morreu pacificamente na manhã de 23 de Fevereiro de 1855.

Nenhum comentário:

Postar um comentário